Simpósio

Museu Regional realiza I Simpósio em setembro

O evento, gratuito e online, tem como tema “Reflexões acerca da identidade e identificação do Museu”.

publicado: 22/07/2020 12h23, última modificação: 24/07/2020 17h18

Na próxima sexta-feira, dia 24 de julho, o Museu Regional abre as inscrições para as Comunicações Orais no “I Simpósio Virtual do Museu Regional de São João del-Rei: Reflexões acerca da identidade e identificação do Museu”. Os interessados em participar devem consultar o edital que também será publicado na sexta-feira, no site da instituição. As inscrições serão aceitas até o dia 21 de agosto de 2020.

O simpósio virtual terá a participação de colaboradores da instituição, pesquisadores e convidados. A programação das mesas temáticas será divulgada em breve. Os participantes discutirão temas como:Patrimônio Cultural e Museus; Museus em Minas Gerais; e Museu Regional: reflexões identitárias.

O projeto é uma das primeiras ações da instituição para retomada de sua reabertura, já que, desde janeiro de 2019, o museu encontra-se fechado devido a trabalhos de recuperação da infraestrutura predial. O Simpósio está inserido na programação da 14ª Primavera de Museus do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). A edição deste ano da Primavera ocorre entre os dias 21 e 27 de setembro.

Além dos convidados para as mesas temáticas, pesquisadores e profissionais de áreas ligadas ao campo museal que desejarem participar do evento poderão se inscrever para as Comunicações Orais.  O interessado deve enviar um resumo simples sobre a sua pesquisa. Ele também deve disponibilizar um vídeo apresentando seu objeto de estudo. Os trabalhos escolhidos serão transmitidos nas plataformas digitais do Museu. Após a apresentação, os participantes serão convidados a publicar seus trabalhos completos nos Anais do Evento, também de forma digital.

A iniciativa de um simpósio surgiu a partir da necessidade de se refletir e reforçar a identidade do Museu Regional de São João del-Rei e a forma como a comunidade o identifica. Como explica a diretora da instituição, Eliane Zanatta, “o simpósio tem como objetivo identificar, analisar, avaliar e refletir sobre as dimensões do nosso Museu, visando ampliar a sua atuação no campo da preservação, da acessibilidade, da sustentabilidade e da investigação”.

Eliane também frisou que esse projeto será um desafio para a instituição, pois ele acontece em meio a uma crise de saúde sem precedentes que resultou em direcionar o evento, antes planejado presencialmente, para o meio virtual. Ainda assim, “é importante manter o alargamento de um debate democrático que se pretende realizar com a equipe do Museu e demais interlocutores da sociedade, de forma a construir a experiência dos sujeitos enquanto cidadãos para garantir o acesso ao Museu de forma equitativa e em todas as suas dimensões”, explica a diretora.

O edital e a bibliografia básica poderão ser encontrados no site do Museu Regional, clicando aqui.

Primavera de Museus

Realizada tradicionalmente durante o mês de setembro, a Primavera de Museus é uma iniciativa desenvolvida pelo Ibram e realizada desde 2007. O projeto possui um tema específico para cada edição e tem como objetivo divulgar e promover as ações desenvolvidas por museus de todas as regiões do Brasil.

Museu Regional de São João del-Rei

Aberto ao público em 1963, o Museu Regional de São João del-Rei é sediado em um casarão datado de meados do século XIX. A construção do imóvel partiu do desejo do Comendador João Antônio da Silva Moirão, poderoso comerciante são-joanense, em possuir um espaço para abrigar sua residência e também um comércio de secos e molhados. O sobrado passou pelas mãos de duas famílias, até ser vendido para uma empreiteira. Ele foi parcialmente demolido, desapropriado e restaurado. Das ruínas, veio a se tornar o Museu que hoje conta com um acervo de mais de 500 obras, datadas entre o final do século XVIII e início do século XX, em sua maioria originárias do estado de Minas Gerais. A maior parte da coleção é composta por obras de arte sacra, utensílios e mobiliários domésticos, imaginária, documentos e uma biblioteca especializada em arte, História e arquitetura.