Divulgada programação completa do I Simpósio Virtual do Museu Regional de São João del-Rei

O evento, que conta com nomes importantes da museologia e do patrimônio cultural de todo Brasil, será transmitido ao vivo através do Facebook e Youtube.

publicado: 17/09/2020 11h51, última modificação: 17/09/2020 11h51

De 21 a 25 de setembro, o Museu Regional de São João del-Rei realiza o I Simpósio Virtual da instituição. Com o tema “Reflexões acerca da identidade e identificação do Museu”, o evento conta com a participação de acadêmicos, profissionais e representantes da comunidade. Além destes convidados ligados a museus, museologia e ao patrimônio cultural, o Simpósio também conta com a apresentação de trabalhos previamente inscritos por pesquisadores nacionais e internacionais. As transmissões online são gratuitas e ocorrem através da página institucional no Facebook e pelo canal do museu no YouTube.

Na segunda-feira (21), às 10h, Eneida Braga R. Lemos, Diretora do Departamento de Difusão, Fomento e Economia dos Museus/IBRAM, fará a abertura do evento que contará também com a participação da Diretora do Museu Regional de São João del Rei, Dra. Eliane Zanatta. A seguir os convidados da primeira mesa temática intitulada “Patrimônio Cultural e Museus”, Dra. Michele Arroyo- Presidente do Instituo Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais/IEPHA e o Prof. Dr. Ivan Coelho de Sá Diretor da Escola de Museologia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro/UNIRIO.  

A segunda mesa, no mesmo dia, denominada “Museus em Minas Gerais”, ocorre no período a partir das 15h.  Participam Milena Pedrosa, Superintendente de Bibliotecas, Museus, Arquivo Público e Equipamentos Culturais da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Pollyana Lacerda, Coordenadora do Sistema Estadual de Museu de Minas Gerais, Ms. Paulo Nascimento, Diretor do Museu do Ouro e a Dra Sandra Farias, Diretora do Museu do Diamante. 

Na terça-feira (22), retornamos para apresentações na parte da manhã e da tarde, seguindo os horários do dia anterior. A mesa temática que versará sobre “Museu Regional de São João del Rei-Reflexões Identitárias”, a partir das 10 horas, conta com a participação da Profª. Dra Letícia Julião da Universidade Federal de Minas Gerais/UFMG e da Profª. Dra Christianni Morais da Universidade Federal de São João del-Rei/UFSJ. Na parte da tarde, a partir das 15 horas, teremos a participação da Gestora sócio-cultural, Srª. Alzira Haddad e o Jornalista e Gerente Cultural Emílio da Costa.

Já na quarta-feira (23), acontecem as últimas mesas sob a mesma temática do dia anterior “Museu Regional de São João del-Rei – Reflexões Identitárias”. A partir das 10h, com o Prof. Dr. Jezulino Lúcio Mendes Braga da Universidade Federal de Minas Gerais/UFMG e a Diretora do Departamento de Processos Museais do Instituto Brasileiro de Museus-DPMUS/IBRAM, Ma. Carolina Vilas Boas. A partir das 15h, a Dra. Eliane Zanatta e a Museóloga Célia Corsino encerram os debates.

Os dias 24 e 25 de setembro ficam reservados para as apresentações das Comunicações Orais. Os autores selecionados, assim como os títulos de seus trabalhos, já foram divulgados no site do Museu Regional de São João del Rei. Após a apresentação, os participantes serão convidados a publicar seus trabalhos completos nos Anais do Evento, também em forma digital.

O Simpósio está inserido na programação da 14ª Primavera de Museus do Ibram. A edição deste ano da Primavera ocorre entre os dias 21 e 27 de setembro, com o tema “Mundo Digital: Museus em Transformação”.

Museu Regional de São João del-Rei

Aberto ao público em 1963, o Museu Regional de São João del-Rei é sediado em um casarão datado de meados do século XIX. A construção do imóvel partiu do desejo do Comendador João Antônio da Silva Mourão, poderoso comerciante são-joanense, em possuir um espaço para abrigar sua residência e também um comércio de secos e molhados. O sobrado passou pelas mãos de duas famílias, até ser vendido para uma empreiteira. Ele foi parcialmente demolido, desapropriado e restaurado. Das ruínas, veio a se tornar o Museu que hoje conta com um acervo arquivístico, bibliográfico, museológico, diversificado, datado entre o final do século XVIII e início do século XX, em sua maioria originária do estado de Minas Gerais. A maior parte da coleção é composta por obras de arte sacra, utensílios e mobiliários domésticos, imaginária, documentos e uma biblioteca especializada em arte, História e arquitetura.