Dia do Rádio

A radiodifusão em São João del-Rei

76 anos de história das rádios são-joanenses

publicado: 13/02/2020 15h01, última modificação: 13/02/2020 15h01

O atual cenário radiofônico de São João del-Rei é bastante diversificado. Seis emissoras atuam na cidade (contando com a inusitada estação de música clássica), além da tentativa de uma rádio universitária, cuja luta para existir já dura alguns anos. E tudo isso teve início há muito tempo, ainda 1947, com a inauguração da Rádio São João del-Rei, a primeira do município, em 18 de maio.

Iniciativa conjunta de famílias poderosas e influentes da região, a ideia para a primeira rádio são-joanense veio durante uma reunião da Associação Comercial e Industrial (ACI del-Rei). Com o cenário sócio-político se expandindo para proporções globais, era necessário um meio no qual a informação pudesse ser transmitida e recebida com agilidade.

A transmissão inaugural foi composta por diversas apresentações e discursos, em auditório aberto ao público. O evento chamou a atenção da imprensa mineira de modo geral e um jornal local, o Diário do Comércio, publicou que aquele foi “um dos mais gloriosos dias na história sanjoanense”.

O nome escolhido para a emissora era bem sugestivo: Rádio São João del-Rei. Funcionando em Modulação de Amplitude (AM), sua programação era dividida entre informação e entretenimento. Nos quadros informativos, foi pioneira na transmissão de grandes eventos da cidade – como a Semana Santa, o carnaval, eleições e competições esportivas – além de noticiar fatos de âmbito estadual e regional que poderiam influenciar na região. Já os programas de entretenimento exploravam temas culturais da cidade, com apresentações de músicos locais, orquestras, programas de auditório e entrevistas.

A emissora teve diferentes sedes ao longo de 70 anos e atualmente se mantém em funcionamento na Rua Santa Tereza. Ainda hoje, ela preserva uma programação diversificada, focada em informação e cultura local, além de retransmissões da Rádio Itatiaia de Belo Horizonte.

Trinta anos depois nasceria outra rádio na região, dessa vez em Santa Cruz de Minas, então distrito de Tiradentes. Naquela época, 1978, São João del-Rei ainda não tinha população suficiente, segundo a legislação, para comportar duas emissoras. A Rádio Emboabas, então, teria de emitir suas ondas do município vizinho.

A nova emissora logo ficou conhecida por suas transmissões comentadas da Semana Santa e do carnaval são-joanense, assim como por seus programas de auditórios – com interações com o público e shows de calouros – e programas especiais, como as “Reportagens Volantes” e “Circulando pela Cidade”. Além disso, foi a primeira rádio da região a transmitir em duas frequências, AM e FM.

Outras rádios – como a Vertentes, a Ecológica e a pouco conhecida Campos de Minas 93,5FM – surgiram ao longo dos anos, formando o quadro midiático diversificado, tanto em conteúdo quanto em estilo.

Hoje, a Universidade Federal de São João del-Rei está em luta pela Rádio Universitária. Uma emissora que fugiria da programação comercial, econômica e política que envolve o cenário da cidade, focando em uma temática educativa e cultural.

Mais do que sobrevivendo, as rádios de São João del-Rei estão crescendo, se adaptando às novas tecnologias e se modernizando, sendo possível acompanhar a programação e ter acesso aos conteúdos das emissoras em tempo real pelos sites ou pelas redes sociais. Uma prova de que a maneira de ouvir rádio está mudando, mas a importância desta mídia continua grande e influente na cidade e também na região.